Basílio Horta, presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal – AICEP, diz que, a manter-se o ritmo actual, 2010 será um ano de exportações “muito positivo”.

“Até Julho, o aumento real das exportações em Portugal é de 10%, o dobro do que o Banco de Portugal previu para este ano”, destaca.

De acordo com os dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), as exportações cresceram 16% no primeiro semestre, invertendo a tendência que se registava desde o segundo semestre de 2008, que marcou o início da quebra do comércio internacional.

“A manter-se este valor e de acordo com os números que temos disponíveis para o mês de Agosto, se não houver alguma tragédia, vamos ter um ano de exportações muito positivo”, acrescentou Basílio Horta, em Lisboa, à margem do seminário “Discover Luxembourg”, com a presença do Grão-Duque do Luxemburgo.

De acordo com Basílio Horta, a contribuir para este desempenho esteve, sobretudo, a indústria transformadora (com o sector automóvel, mas também o alimentar) e os serviços, com Espanha, França, Alemanha e EUA a assinalarem-se como os grandes clientes de Portugal.

“São dados muito importantes para a economia, que não devem ser vistos com excesso de confiança mas que nos dão coragem”, conclui o responsável, valorizando as empresas portuguesas que, apesar de actuarem num contexto económico “difícil e competitivo”, conseguem aumentar as exportações.

Fonte: Oje

Comentários

comentarios

2016-12-01T15:39:16+00:0008/09/2010|Categorias: Portugal|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)