Maioria dos empresários diz ainda que bancos deviam ser obrigados a emprestar mais dinheiro para investimentos

Os discursos dos políticos evocam muitas vezes a importância das pequenas e médias empresas como motor para relançar e suportar a economia. No entanto, a esmagadora maioria das PME (86% contra a média de 75%) sente que os seus interesses são normalmente negligenciados pelo Governo, segundo um inquérito conduzido pela Regus.

Quase todos os inquiridos em Portugal (94% contra média de 74%) reclama ainda que os bancos deviam ser obrigados a emprestar mais dinheiro para os investimentos empresariais e pequenos negócios. É que, alegam, o acesso ao crédito constitui, de facto, um problema para os empresários.

A maioria dos empresários portugueses (83%) diz ainda que os fundos de capital de investimento do Governo deveriam estar disponíveis para apoiar os empresários e as suas iniciativas empresariais.

No que toca a pagamentos atrasados das facturas, 83% dos inquiridos em Portugal declararam-se a favor de penalizações para os faltosos.

Dos 5 mil empresários de 78 países que participaram neste inquérito que versou também sobre receitas, tendências de lucro, principais preocupações e causas de stress nos últimos anos, Portugal está 47 pontos abaixo da média global de 100.

Fonte: Agência Financeira

Comentários

comentarios

2010-11-16T01:11:10+00:0016/11/2010|Categorias: Portugal|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)