O volume de negócios na indústria portuguesa registou um abrandamento no mês de Julho. No entanto, o emprego, remunerações e horas trabalhadas, mesmo ainda apresentando valores negativos, estes são inferiores aos do mês anterior.

O índice do volume de negócios da indústria nacional registou um abrandamento no mês de Julho, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística. Em Julho deste ano, este índice aumentou 5,5%, mas acabou por se situar 4,8 pontos percentuais abaixo do valor registado no mês anterior de Junho.

Segundo o INE, “todos os grandes agrupamentos industriais apresentaram variações homólogas positivas, excepto o de bens de consumo, cujas vendas diminuíram 5,3%, depois de terem aumentado 2,3% no mês anterior”.

A vertente de energia foi a que deu o maior contributo, de 4,4%, para a variação do índice total, devido a um aumento de 22,3%, acima do valor de 18,7% de Junho. O principal responsável pela desaceleração do índice foi o agrupamento dos bens intermédios, que registou uma taxa de variação homóloga de 3,9%, abaixo dos 15,1% registados em Junho.

Em relação aos mercados, as vendas na indústria com destino ao mercado nacional registaram uma taxa de variação homóloga de 1,4%, muito abaixo dos 7% registados no mês anterior. Do mesmo modo, a taxa de variação homóloga das vendas na indústria para os mercados estrangeiros foi de 13,2%, abaixo dos 16,1% de Junho.

Quanto ao emprego, este diminuiu 1,6% em Julho em termos homólogos, mas acabando por apresentar uma variação menos negativa face ao mês de Junho, que registou uma taxa de -1,9%. Uma queda de 1,6% também foi registada no índice das remunerações efectivamente pagas na indústria, depois de em Junho a taxa de variação homóloga ter sido de -3,1%.

Também aqui os agrupamentos do índice apresentaram um comportamento menos negativo que no mês anterior. Relativamente às horas trabalhadas, em Julho, o volume de trabalho na indústria, medido pelo número de horas trabalhadas, ajustadas de efeitos de calendário, diminuiu 2%, valor, no entanto, inferior ao de -3,5% do mês anterior.

O comportamento dos agrupamentos do índice também foi idêntico ao dos restantes índices.

Fonte: Negócios

Comentários

comentarios

2010-09-07T16:03:08+00:00 07/09/2010|Categorias: Estatística|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)