Sector quer limitar risco excessivo tomado pelas instituições no período que antecedeu à crise financeira

Os reguladores financeiros mundiais aprovaram este domingo as novas regras para o sector bancário, com exigências de capital mais elevadas, que visam limitar o risco excessivo tomado pelas instituições no período que antecedeu à crise financeira, noticia a Lusa.

Os bancos serão obrigados a deterem mais capital e activos menos arriscados, de forma a limitarem os riscos tomados na concessão de crédito e na negociação de activos, o que deverá torná-los mais resistentes a choques financeiros semelhantes aos que se têm assistido nos últimos anos.

Alguns bancos protestaram sobre as medidas introduzidas, já que consideram que as mesmas lhes vão afectar a rentabilidade e poderão levar a uma redução no financiamento da economia, comprometendo a recuperação económica global.

A confirmação da aprovação das novas regras foi dada por uma fonte próxima do processo, citada pela agência de notícias Associated Press, a partir de Basileia, na Suíça, onde decorreram as negociações entre os bancos centrais, e a oficialização deverá ser feita em breve, possivelmente, ainda hoje.

O acordo, conhecido como as regras de Basileia III, é visto como um marco importante no seio das reformas globais que estão a ser preparadas a nível mundial e da responsabilidade dos respectivos governos, depois de a crise do crédito ter rebentado – muito por culpa das práticas demasiado arriscadas de algumas instituições financeiras de grande dimensão e de alcance global – e causado uma das mais graves crises económicas da história.

Os governos terão agora de aprovar as novas regras para que as mesmas entrem em vigor.

A Federação Europeia de Bancos avisou, ainda no início do ano, que as novas regras globais que obrigam os bancos a deterem mais capital poderão manter a economia da Zona Euro num cenário de recessão, ou próximo disso, até 2014.

Fonte: Agência Financeira

Comentários

comentarios

2016-12-01T15:39:16+00:00 12/09/2010|Categorias: Internacional|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)