A actividade da construção manteve em Julho a tendência negativa dos últimos meses, continuando a ser um dos sectores mais penalizados pela crise.

A produção na construção caiu 7,8% em Julho, face a igual mês do ano passado, segundo revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE). Ainda assim, verificou-se uma ligeira recuperação face ao mês anterior, em que actividade do sector tinha recuado 8,1%.

A Construção de Edifícios continua a ser o segmento com pior desempenho no sector, tendo em Julho registado uma quebra homóloga de 12,1%.

Também os índices de emprego e remunerações na construção continuam a cair, tendo em Julho sofrido reduções de 7 e 5,8%, respectivamente, anuncia o INE.

Já em termos mensais, a produção na construção cresceu uns ligeiros 0,4%, após dois meses seguidos em queda.

Num outro relatório, também divulgado hoje, o INE revela que no segundo trimestre deste ano foram licenciados 7,1 mil edifícios, menos 12,9% do que em igual período de 2009, com a região de Lisboa a liderar as quedas (-23% em Julho). Já o número de edifícios concluídos cresceu 3,7% para 10,2 mil nesses três meses.

Fonte: Económico

Comentários

comentarios

2010-09-10T22:07:36+00:0010/09/2010|Categorias: Estatística|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)