Emprego no sector diminuiu 7,1% e remunerações baixaram 5,8%

A produção na construção recuou 7,7 por cento em Agosto, face ao mesmo mês de 2009, enquanto o emprego e as remunerações diminuíram 7,1 e 5,8 por cento, respectivamente, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo INE.

De acordo com os Índices de Produção, Emprego e Remunerações na Construção do Instituto Nacional de Estatística (INE), a produção na construção registou, em Agosto, uma quebra homóloga de 7,7% superior em 0,4 pontos percentuais (p.p.) à variação registada no período terminado em Julho.

A evolução da actividade neste período foi determinada pela diminuição «menos intensa dos segmentos construção de edifícios (-11,7 por cento em Agosto e -12,6 por cento em Julho), enquanto as obras de engenharia civil registaram uma variação de -4 por cento, inferior em 0,2 pontos percentuais face ao valor observado em Julho.

De acordo com o INE, a taxa de variação média dos últimos 12 meses foi de -8,1 por cento, idêntica à observada em Julho.

No que respeita ao emprego no sector da construção, o INE aponta uma diminuição homóloga de 7,1 por cento em Agosto, igual à verificada em Julho.

As remunerações pagas pelo sector da construção por sua vez diminuíram 5,8 por cento, depois de terem registado uma quebra de 5,6 por cento em Julho.

Quando comparadas com o mês anterior, as remunerações diminuíram 14,9 por cento, mas o INE explica que esta variação é «em grande medida explicada por uma maior concentração do pagamento de subsídios de férias no mês de Julho».

Fonte: Agência Financeira

Comentários

comentarios

2010-10-11T12:43:49+00:00 11/10/2010|Categorias: Estatística|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)