A indústria portuguesa de calçado pela-se por um bom couro.

A indústria portuguesa de calçado pela-se por um bom couro. Mundialmente percepcionado como o material mais nobre, eis porque o sector mantém como estratégica a aposta na produção de sapatos em couro, privilegiando a produção e exportação de calçado de gama superior.

Mas há dois factores que estão a pressionar esta histórica escolha: a dependência externa (em cerca de 85%) e o crescimento fulgurante do preço desta matéria-prima, que aumentou cerca de 30% nos últimos meses.

E alternativas ao couro, existem? A indústria da cortiça, sector em que Portugal detém a liderança mundial, começa a palmilhar nesse sentido. “Como reinventar o calçado a partir das mais recentes inovações de uma matéria-prima ‘verde’ e 100% portuguesa?”, questionava-se recentemente Paulo Américo, director-geral da Amorim Cork Composites. Ora, os dois sectores estão a trabalhar em conjunto “de modo a apresentarem internacionalmente um produto revolucionário e genuinamente português”.

Fonte: Negócios

Comentários

comentarios

2016-12-01T15:39:08+00:00 09/02/2011|Categorias: Portugal|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)