Empresa liderada por António Rios Amorim registou pela primeira vez vendas superiores a 300 milhões de euros num semestre.

A Corticeira Amorim fechou o primeiro semestre de 2015 com vendas de 309,2 milhões e euros, valor que representa um aumento de 7% face a uma facturação de 289 milhões no período homólogo. Um resultado que a empresa explica com “a conjugação do crescimento orgânico com um efeito cambial favorável”.

Os maiores contributos para o crescimento da facturação vêm das unidades de negócio de rolhas (mais 10,1%) e de aglomerados compósitos (mais 15,7%).

Numa altura em que os custos operacionais avançaram 8,2%, para os 124,9 milhões de euros em resultado de “um aumento da actividade”, o EBITDA (‘cash flow’ operacional) avançou 24,7% para os 54,3 milhões de euros. Já o EBIT aumentou 29,5% para os 40,3 milhões de euros.

No comunicado enviado ao mercado, a Corticeira Amorim destaca ainda a diminuição dos custos financeiros, que com um recuou “superior a um milhão de euros” atingiram os 12 milhões de euros no semestre. “Esta diminuição dos gastos financeiros é explicada pela quebra acentuada da taxa de juro, assim como pela contínua redução do endividamento”, escreve a empresa.

Entre Janeiro e Junho, a Corticeira Amorim obteve um resultado líquido de 26,2 milhões de euros, um crescimento de 42,4% face ao período homólogo, com a empresa a justificar este resultado com o “crescimento, a um ritmo razoável, da economia mundial”.

Fonte: Económico

Comentários

comentarios

2015-08-03T16:08:59+00:0003/08/2015|Categorias: Estatística|Tags: , , |0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)