Analistas estão divididos quanto ao futuro de Portugal

Pelo menos um país vai abandonar a Zona Euro nos próximos cinco anos, na avaliação feita pelos 1.000 investidores e analistas que responderam a um estudo da Bloomberg divulgado precisamente no dia em que arranca o Fórum Económico Mundial.

Se esta análise vier a ter efeitos reais, constitui um mau prenúncio numa altura em que a expressão «efeitos de contágio» não pára de ameaçar os países do euro que estão mais endividados.

Seis em cada 10 inquiridos para o Bloomberg Global Poll responderam que um ou mais dos 17 países que partilham a moeda única vão sair da Zona Euro até 2016. Pior: 11% esperam que isso aconteça já nos próximos 12 meses.

O que pode esperar Portugal?

Sobre Portugal, os analistas, investidores e outros clientes da Bloomberg estão divididos. Há quem considere que o país vai falhar os seus compromissos financeiros; há quem antecipe que a Grécia e a Irlanda é que não conseguiram responder com eficácia. Certo é que, no que toca a Espanha, se mostraram-se confiantes.

E será que a Zona Euro pode mesmo vir a sofrer um colapso? Também aqui não há opiniões consensuais: quase metade (45%) prevê que ele chegue nos próximos cinco anos; 48% acha que nunca vai acontecer.

Embora a maioria preveja que um dos Estados-membros abandone a Zona Euro até 2016, 13% acham que haverá saídas só depois dessa data. E apenas um em cada quatro consideram que a eurozona irá manter-se tal e qual como está.

Fonte: Agência Financeira

Comentários

comentarios

2016-12-01T15:39:09+00:0002/02/2011|Categorias: Portugal|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)