Cavaco Silva inaugura hoje a nova sede do grupo, orçada em 7,5 milhões de euros.

Nasceu em ponto pequeno no Minho profundo, insuflou-se com os estádios do Euro 2004, e quer conquistar o mundo através da internacionalização. O motivo é só um: “cá já não dá” para crescer. A Diviminho, um grupo de 23 empresas do ramo da construção civil, não tem parado de aumentar o volume de vendas. Para este ano, a previsão de crescimento é de 75 % num total de facturação que atingirá os 70 milhões de euros. A robustez económica do projecto chamou a atenção do Presidente da República, Cavaco Silva, que hoje inaugurará o novo Centro de Negócios de Oleiros (CNO), em Vila Verde, Braga. Nele vão residir 10 empresas do grupo, num investimento de 7,5 milhões de euros.

Numa altura de crise, a que a construção não escapa, o vice-presidente da Diviminho, António Sá, confirma aoNegócios que já no próximo ano a facturação atingirá os 100 milhões de euros.

Fonte: Negócios

Comentários

comentarios

2010-10-08T16:15:46+00:0008/10/2010|Categorias: Portugal|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)