O euro vai acabar para a Grécia, Irlanda e Portugal dizem uns. A moeda única não está ameaçada, afirmam outros. A Irlanda já decidiu pedir ajuda.

A Irlanda cedeu ontem às pressões internacionais para recorrer aos fundos europeus de emergência. Os holofotes passam agora para Portugal, o País que os mercados vêem como o “próximo da fila”, com alguns economistas a admitirem cenários extremos como o início do fim da moeda única.

No dia em que técnicos da Comissão Europeia, do BCE e do FMI chegaram à Irlanda para “examinar os problemas estruturais da banca irlandesa”, o governo do país aceitou a criação de um “plano de contingência” para o sector bancário.

Portugal é agora o novo centro das atenções dos investidores. “Acredito que a intervenção na Irlanda levará a um alívio temporário mas generalizado nos ‘spreads’ da dívida pública, mas temo que Portugal acabe por necessitar de auxílio externo”, antecipa Luca Mezzomo, economista do italiano Intesa Sanpaolo, contactado pelo Negócios.

Fonte: Negócios

Comentários

comentarios

2016-12-01T15:39:12+00:00 19/11/2010|Categorias: Internacional|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)