A multinacional sueca de eletrodoméstico Electrolux anunciou hoje um programa para suprimir 800 postos de trabalho nos próximos dois anos, um dia depois de ter anunciado o despedimento de 1300 pessoas no Canadá.

«Na Europa, a mão de obra nas operações industriais de eletrodomésticos será reduzida em cerca de 800 empregados. Nenhuma fábrica será encerrada», disse a empresa, em comunicado.

A redução de funcionários na segunda maior produtora mundial de eletrodomésticos será feita de forma parcial até ao final de 2012 e custará à Electrolux cerca de 400 milhões de coroas (40 milhões de euros), segundo as previsões da empresa.

Na terça-feira, a Electrolux disse que ia encerrar uma fábrica de eletrodomésticos no Quebec, Canadá, levando ao despedimento de 1.300 pessoas, devido a «fatores competitivos».

A empresa, que tem cerca de 51 mil empregados, prevê terminar para o ano o plano de reestruturação que iniciou em 2004, levando ao encerramento de diversas fábricas em todo o mundo.

A Electrolux disse em outubro que os lucros do terceiro trimestre recuaram 15 por cento, devido a perdas na taxa de câmbio e à queda das vendas na Europa e Estados Unidos.

No terceiro trimestre de 2010, a multinacional sueca teve lucros de 1,38 mil milhões de coroas (148 milhões de euros), contra 1,63 mil milhões no mesmo trimestre de 2009.

Fonte: Sol

Comentários

comentarios

2010-12-17T01:02:56+00:00 17/12/2010|Categorias: Internacional|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)