Em 2009, maioria dos empréstimos era para particulares, mas necessidades das empresas fizeram mudar o cenário em 2010

As necessidades de financiamento das empresas nacionais fizeram aumentar a atribuição de crédito. Só nos últimos três meses de 2010, o crédito atribuído pelos membros da Associação de Instituições de Crédito Especializado (ASFAC) aumentou 14,8% face ao mesmo período do ano anterior.

Contas feitas, foram emprestados 1,438 milhões de euros no último trimestre de 2010. No total do ano, o crédito atribuído chegou aos 5.136 milhões de euros (mais 12,2%), incluindo contratos de crédito com particulares e empresas, revela a ASFAC em comunicado.

«Estamos a assistir a uma mudança no tipo de financiamento prestado pelas nossas associadas. Se, até ao ano passado, a maioria do crédito concedido se destinava a particulares, actualmente e fruto da conjuntura económica que estamos a atravessar, a maioria do financiamento é concedido às empresas, sobretudo para a reposição de stocks», refere o presidente da associação, António Menezes Rodrigues, no mesmo comunicado.

A evolução total da atribuição de empréstimos prende-se, assim, com o crédito «stock», cresceu 31,5% nos últimos três meses de 2010 e 36,4% durante o ano, com um peso que já ultrapassou a metade (51,3%) do total de crédito.

Fonte: Agência Financeira

Comentários

comentarios

2011-02-15T23:47:33+00:00 15/02/2011|Categorias: Estatística|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)