Os bancos espanhóis receberam 51.303 milhões de ajudas estatais desde 2009, mas devolveram apenas 2.666 milhões. Os apoios concedidos pela própria banca, através do fundo de garantia de depósitos, ascenderam a quase 8.000 milhões.

O Estado espanhol injectou 51.303 milhões de euros nos bancos do país desde 2009, mas apenas conseguiu recuperar cerca de 5% do valor total aplicado no sector. De acordo com um comunicado do Banco de Espanha, citado pelo El Mundo, o Fundo de Reestruturação Ordenada Bancária (Frob), veículo criado por Madrid para apoiar o sector, as instituições que beneficiaram de ajuda estatal apenas devolveram 2.666 milhões.

Segundo o supervisor espanhol, estes dados ainda são provisórios, uma vez que ainda há ganhos e perdas por contabilizar. Estimativas recentes avançadas pelo Frob apontam para que a taxa de recuperação das ajudas à banca possa chegar a 28%.

Dos 2.666 milhões já recuperados, a principal fatia foi reembolsada pelo CaixaBank em Abril de 2013 e diz respeito às ajudas estatais concedidas ao Banca Cívica antes da sua integração no grupo financeiro catalão.

O Frob recuperou ainda 782 milhões com a venda da sua participação no Catalunya Banc e 712 milhões com as alienações da participação e de uma subsidiária do NCG. Além disso, o fundo estatal recebeu 124 milhões do Liberbank relativos à amortização antecipada de uma emissão de obrigações obrigatoriamente convertíveis.

Há outras somas que, de acordo com o comunicado, poderão ainda ser recuperadas. Em causa estão 1.304 milhões encaixados pelo BFA, de que o Frob é accionista único, no Bankia, assim como 1.011 milhões que a Caja 3 e o CEISS deverão devolver no âmbito da amortização de obrigações convertíveis que deverá ser antecipada face à data limite de 2018.

O Banco de Espanha adianta ainda que o Estado deverá também conseguir encaixar dinheiro com o desinvestimento no Bankia e no BMN.

Além das ajudas concedidas à banca através do Frob, a própria indústria bancária apoiou algumas das suas instituições, através da mobilização de recursos do fundo de garantia de depósitos. Este mecanismo de protecção disponibilizou 7.942 milhões.

Fonte: Negócios

Comentários

comentarios

2016-12-01T15:37:50+00:0005/05/2015|Categorias: Internacional|Tags: , , |0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)