As exportações totais cresceram 15 por cento e as importações 9,6 por cento em termos acumulados até ao final de Agosto, relembra o Banco de Portugal, citando o Instituto Nacional de Estatística.

De acordo com os dados integrados nos indicadores de conjuntura do Banco de Portugal, que foram divulgados pelo INE, as exportações nominais aumentaram 21 por cento em Agosto (face ao mesmo mês de 2009), enquanto as importações subiram 11,1 por cento em igual período.

Em termos acumulados, excluindo combustíveis, as exportações cresceram 12,1 por cento e as importações 6,4 por cento.

Relativamente à evolução da inflação em Setembro, reflectiu-se a manutenção da taxa de variação dos preços dos bens, quer alimentares, quer industriais, e a ligeira desaceleração dos preços dos serviços. A taxa de variação homóloga do IPC manteve-se inalterada em relação a Agosto, situando-se em 1,9 por cento, enquanto a taxa de variação média anual aumentou para 0,6 por cento, depois de uma variação de 0,3 por cento no mês anterior.

Segundo os indicadores de conjuntura publicados pelo Banco de Portugal, em Setembro, há a destacar a desaceleração dos preços dos bens alimentares não transformados, de 5,5 para 4,9 por cento, e a manutenção da tendência de aceleração dos preços dos bens alimentares transformados. Por seu turno, os preços dos serviços apresentaram uma variação homóloga de 1,1 por cento (1,2 por cento em Agosto).

A taxa de variação homóloga do Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) subiu 0,2 pontos percentuais para 1,8 por cento em Setembro. Esta evolução reflectiu, segundo o Banco de Portugal, «a aceleração dos preços dos bens energéticos, de 6,1 por cento em Agosto para 7,7 por cento em Setembro, e dos industriais não energéticos, de 0,4 para 0,6 por cento».

Fonte: Sol

Comentários

comentarios

2010-10-22T16:42:07+00:0022/10/2010|Categorias: Estatística|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)