As exportações de vinhos do Alentejo para o Brasil cresceram cerca de 48% em 2010, face ao ano anterior, sendo o mercado que registou o maior aumento de vendas, revelou hoje a presidente da CVRA.

A presidente da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), Dora Simões, adiantou à Agência Lusa que o Brasil é o segundo mercado importador de vinhos do Alentejo, para o qual foram exportados 2,1 milhões de litros em 2010, enquanto no ano anterior as vendas tinham atingido 1,4 milhões de litros, representando um crescimento “significativo”.

“Estamos muito satisfeitos com este notável aumento de vendas num mercado competitivo como é o brasileiro e consideramos que este é o resultado prático de acções de divulgação e de um trabalho comercial intenso dos produtores de vinhos do Alentejo e dos importadores no Brasil”, salientou.

A presidente da CVRA considerou ainda que, se os vinhos do Alentejo conseguiram este “espantoso aumento de 48 por cento”, essa é a tradução efectiva que demonstra que o vinho e os produtores alentejanos se encontram num patamar de qualidade e de notoriedade elevados”. Segundo a responsável da CVRA, Angola continua a ser o principal mercado importador de vinhos do Alentejo, para o qual foram vendidos 2,3 milhões de litros em 2010, logo seguido do Brasil com 2,1 milhões de litros.

Dora Simões indicou que os vinhos do Alentejo estão a ser exportados para os quatro cantos do mundo, sendo Angola, Brasil, Estados Unidos, Canadá e Suíça alguns dos principais mercados. O Alentejo abrange oito sub-regiões vitivinícolas: Portalegre, Borba, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Vidigueira, Moura, Évora e Granja/Amareleja.

Fonte: Dn

Comentários

comentarios

2011-01-13T21:40:19+00:0013/01/2011|Categorias: Internacional|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)