A empresa liderada por Pinto Balsemão anunciou hoje que iniciou um processo de rescisão por mútuo acordo com alguns funcionários.

O grupo Impresa, liderado por Francisco Pinto Balsemão, anunciou hoje que “deu início a um processo negocial com vista à redução de efectivos, em que, (…) a rescisão por mútuo acordo será a opção primordial”, pode ler-se num comunicado enviado à imprensa.

Ao que o Diário Económico conseguiu apurar os cortes poderão chegar a 15 pessoas, e já estão a ser feitas negociações com os visados.

No e-mail enviado à redacção, e assinado pelo próprio presidente do grupo – que, além do Expresso, detém a SIC, SIC Notícias -, Balsemão apelou à “necessidade de fazer esforços” e “corte de custos”.

No comunicado oficial, pode ler-se ainda que “tal como foi referido na divulgação das contas trimestrais, a Impresa não deixará de tomar as medidas que considere necessárias para fazer frente à situação adversa que começa a afectar o sector dos media.

A IMPRESA soube no passado antecipar situações dessa natureza e, por isso, face aos sinais de uma deterioração significativa da conjuntura económica como consequência do reforço das medidas de austeridade, da previsível queda no investimento publicitário e das possíveis medidas que afectarão o negócio dos media como o aumento do IVA em 23% para as publicações especializadas, o grupo não exclui medidas em matérias de controlo de custos, fixos e variáveis”, justificou.

Fonte: Económico

Comentários

comentarios

2010-11-08T22:40:23+00:00 08/11/2010|Categorias: Portugal|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)