A Grécia conseguiu reduzir em seis pontos percentuais, para 9,5%, o seu défice orçamental em 2010, e está a fazer progressos, mas precisa de delinear e implementar reformas significativas, diz Bruxelas, BCE e FMI.

A equipa da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu (BCE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) esteve em Atenas entre 27 de Janeiro e 11 de Fevereiro para a terceira revisão do programa económico do Governo grego, ao abrigo do empréstimo de 80 mil milhões de euros de Bruxelas e de 30 mil milhões de euros do fundo, na sequência do pedido de apoio ocorrido a 23 de Abril.
A missão concluiu que “o programa fez mais progressos em direcção aos seus objectivos”, e embora reconhecendo que há atrasos em algumas áreas e que é necessário delinear e implementar reformas significativas para que seja assegurada “a sustentabilidade orçamental e a recuperação económica”, diz que as reformas para atingir os objectivos de médio prazo estão operacionais.
Quanto ao ajustamento estabelecido, a equipa elogia os resultados apresentados mas apresenta ainda algumas dificuldades que ficaram evidenciadas durante 2010.
“As autoridades apresentaram um ajustamento orçamental de seis pontos percentuais em 2010, reduzindo o défice para 9,5% face ao PIB. Este é um progresso impressionante, mas foram evidentes alguns problemas na implementação do orçamento, em especial lacunas na angariação de receitas e no controlo da despesa”, diz a missão.
No sector financeiro, a equipa diz que a falta de liquidez e o aumento do crédito malparado está a criar constrangimentos para os bancos e a provocar uma contracção no crédito, mas que alguns bancos privados têm conseguido aumentar o seu capital e que o Banco Central Europeu também tem dado apoio.
A aprovação deste relatório permitirá à Grécia receber uma nova tranche, de 15 mil milhões de euros (10,9 mil milhões da zona euro e 4,1 mil milhões de euros do FMI), estando a próxima visita marcada para Maio.

Fonte: Oje

Comentários

comentarios

2016-12-01T15:39:07+00:0015/02/2011|Categorias: Internacional|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)