A empresa têxtil Mourassos, instalada há mais de 30 anos em Vila Praia de Âncora, Caminha, e actualmente com 90 trabalhadores, foi declarada insolvente e «está na iminência» de fechar portas, informou hoje fonte sindical.

Segundo Branco Viana, coordenador da União de Sindicatos de Viana do Castelo, a insolvência foi decretada pelo Tribunal de Caminha, por dívidas à Segurança Social «que ascendem a mais de 1,5 milhões de euros, a que há ainda a juntar os respectivos juros».

A dívida da Mourassos à Segurança Social vem-se acumulando desde finais dos anos 90.

«Na sequência da declaração de insolvência, foi nomeado um gestor judicial, que, muito provavelmente, pelo menos é o que acontece na esmagadora maioria das vezes, irá assinar a sentença de morte da fábrica», referiu o sindicalista.

Disse ainda que a fábrica «não tem falta de trabalho» e que «também não há salários em atraso».

A consumar-se, o fecho da Mourassos juntar-se-á ao encerramento, há pouco tempo, da Regency, outra têxtil do concelho de Caminha que deixou no desemprego 174 trabalhadores.

Fonte: Sol

Comentários

comentarios

2010-11-19T23:02:33+00:00 19/11/2010|Categorias: Portugal|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)