A empresa liderada por Fortunato Frederico debatia-se com a necessidade de conseguir trabalhar vários modelos de sapatos ao mesmo tempo

Fortunato Frederico Administrador da Kyaia

Área negócio indústria calçado
Nº trabalhadores 600
Volume negócios em 2009 50 milhões de euros

A empresa liderada por Fortunato Frederico debatia-se com a necessidade de conseguir trabalhar vários modelos de sapatos ao mesmo tempo, mas isso não era possível com o típico trabalho em linha contínua. Desta forma, não havia como dar resposta rápida a pequenas encomendas ou mesmo a encomendas que de repente se tornavam mais urgentes.

A um problema foi preciso procurar uma solução e foi aí que a Kyaia foi bater à porta do INESC Porto. Desenvolveram um sistema que fazia uma distribuição e cruzamento automático dando por exemplo prioridade às encomendas mais urgentes. Isto começou por ser aplicado no sistema de corte, depois na costura, passando de seguida a ser utilizado na fase de montagem do sapato.

O objectivo é conseguir cobrir todas as fase de produção, criando uma linha paralela que produza pequenas séries e dando resposta imediata às encomendas urgentes. Só assim, a Kyaia vai conseguir dar o salto nas vendas através da Internet, o próximo grande projecto da empresa para 2011 que fabrica os sapatos da marca Fly e Foreva.

Fortunato Frederico diz que não é só nos processos que a empresa tem estado inovar, mas também na componente informática e reforça que a inovação é também boa para o negócio até pelas vantagens psicológicas. “As pessoas estão sempre a fazer coisas novas e mantém a empresa viva.” A aposta tem-se revelado a mais acertada, tanto mais que a empresa acaba de abrir um nova fábrica em Paredes de Coura onde vai empregar mais 25 pessoas.

Fonte: Negócios

Comentários

comentarios

2016-12-01T15:39:11+00:00 25/11/2010|Categorias: Portugal|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)