Água, gás e electricidade são as áreas que mais ganham.

A «Exame» revela esta quarta-feira a lista anual das 500 Maiores & Melhores (M&M) empresas em Portugal, naquela que é a 21ª edição.

De acordo com o estudo, feito em exclusivo para a «Exame» pela Informa D&B e pela Deloitte, as vendas das 500 M&M caíram 8,1% para 108,8 mil milhões de euros em 2009.

Em termos de volume de vendas, a liderança pertence à distribuição de combustíveis, a quem cabem 12,8% dos 108,8 mil milhões. Este sector, a que pertence a Petrogal, a maior empresa portuguesa, registou, no entanto, um decréscimo de vendas em 24,22%. O total das vendas das 500 M&M representa 64,7% do PIB português.

Apesar da quebra nas vendas, este grupo de 500 empresas lucrou 5,4 mil milhões de euros, mais 11,9%. Os sectores com mais lucros são o sector da água, electricidade e gás com 1,2 mil milhões de euros (22,7% do total dos lucros). O total dos lucros representa 3,2% do PIB português.

O estudo conclui ainda que o endividamento está a crescer e atinge já os 69,8%. O« endividamento é um dos maiores problemas nacionais e as 500 M&M são um exemplo disso. O endividamento (rácio entre passivo e activo) do grupo subiu de forma contínua nos últimos anos, passando de 66,8%, em 2005, para 69,8%, em 2009. O endividamento não é o único indicador que ilustra a maior vulnerabilidade financeira das 500 M&M. A solvabilidade (quociente entre capital próprio e passivo) voltou a diminuir, para 43,1%», explica a «Exame».

Hipers são as empresas que mais empregam

A capacidade das 500 M&M para enfrentarem compromissos financeiros de curto prazo também voltou a cair. A liquidez geral, que relaciona o activo circulante com o passivo circulante desceu de 127,5% em 2006 para 103,4% em 2009.

No seu conjunto, este «clube exclusivo» deu emprego a 401.115 pessoas em 2009, quase 30 mil pessoas mais que em 2008. O número representa 8% do total da população empregada em Portugal, em 2009. Pingo Doce e Modelo Continente são os maiores empregadores.

O estudo conclui que mais de 60% das empresas presentes na Exame 500 têm as suas sedes na região de Lisboa e Vale do Tejo, seguindo-se o Norte com 19,6% e a região Centro com 9,8%.

A Otis Elevadores é eleita a melhor empresa do ano.

Fonte: Agência Financeira

Comentários

comentarios

2010-11-02T21:50:52+00:00 02/11/2010|Categorias: Estatística|2 Comments
error: Segurança, acima de tudo! ;)