Depois do CaixaBank, o Santander vai começar, este mês, a cobrar pelos levantamentos nas caixas automáticas. O BBVA pretende arrancar no próximo mês, mas outros deverão seguir o exemplo no país vizinho.

O multibanco está a celebrar 30 anos em Portugal. Há mais de 12.700 caixas automáticas que todos os dias servem os portugueses, sem qualquer custo. Em Espanha, há bem mais destes equipamentos espalhados pelas várias cidades. Mas ao contrário da realidade nacional, no país vizinho praticamente metade vai passar a exigir comissões pelos levantamentos. É que, depois do CaixaBank, o Santander vai arrancar este mês com a cobrança. E a seguir será o BBVA.

O Santander confirmou que irá passar a exigir uma comissão aos clientes de outros bancos que utilizem as caixas automáticas ainda durante este mês, sendo que o BBVA prevê, segundo o Expansion, que este encargo comece a ser cobrado o mais tardar em Outubro. Estes dois bancos vão, assim, juntar-se ao CaixaBank que deu o mote à cobrança de comissões nas caixas automáticas no início do Verão.

Estes três bancos, os maiores de Espanha, controlam, em conjunto, 44% de todas as caixas automáticas existentes no país. Assim, os espanhóis vão passar a ser taxados pelos levantamentos que façam em 20.360 dos cerca de 46.270 Multibanco. E o número pode aumentar caso bancos como o Popular adiram. Bankia e Sabadell, diz o jornal espanhol, não o vão fazer.

Pagar investimentos

O pagamento de comissões nas caixas automáticas tem irritado os consumidores espanhóis. É algo que era gratuito mas que, agora, começa a ser pago com a justificação por parte das grandes instituições espanholas de que precisam de rentabilizar os investimentos realizados na infra-estrutura. Ou seja, os custos suportados com a instalação das máquinas nos vários pontos do país.

A lógica destes grandes bancos, que controlam quase metade das caixas automáticas espanholas, é que eles fazem os investimentos, mas depois todos os clientes dos vários bancos usufruem dos equipamentos. O acesso a esta rede é particularmente relevante para as instituições de menor dimensão, que assim não têm de suportar os encargos com mais máquinas.

Resposta dos “pequenos”

O ataque dos grandes bancos aos mais pequenos não fica, contudo, sem resposta. O Banco Mediolanum que, segundo o Expansíon, não tem caixas automáticas própria, ou seja, põe os seus clientes a utilizar as caixas dos outros, anunciou que vai assumir os encargos dos Multibanco. Quem for cliente, será ressarcido das comissões cobradas nas caixas até um máximo de 52 vezes por ano.

Fonte: Negócios

Comentários

comentarios

2016-12-01T15:37:46+00:0002/09/2015|Categorias: Internacional|Tags: , , , |0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)