Empresas foram quem mais contribuiu para a redução, mostram dados do INE.

No ano terminado em Setembro, as necessidades de financiamento da economia diminuíram quando comparadas com os doze meses terminados no trimestre anterior. De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados hoje, as necessidades de financiamento caíram de 9,2% para 8,4% do PIB.

A análise do INE revela que esta redução se ficou a dever sobretudo às empresas e à banca, que em conjunto passaram para necessidades de financiamento de 4,5% do PIB, para 3,6%.

Já as famílias fizeram o movimento no sentido contrário: apesar de manterem um saldo positivo, a sua capacidade de financiamento caiu para 4,6% do PIB. Esta redução justificou-se pela diminuição da taxa de poupança.

Fonte: Económico

Comentários

comentarios

2010-12-30T21:51:09+00:00 30/12/2010|Categorias: Estatística|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)