A OCDE considera o sector do calçado um caso de estudo na economia nacional.

“A indústria de calçado é um excelente exemplo de modernização da economia portuguesa”, tendo sido capaz de “migrar para segmentos de elevado valor acrescentado”, justifica a organização internacional.

O relatório da OCDE (Portugal 2010) sublinha a diversificação de mercados que o sector alcançou, e que “Portugal conseguiu reforçar a posição da indústria de calçado a nível internacional, evoluindo para os segmentos de mercado de maior valor, através da diferenciação dos seus produtos”.

No entanto, não deixou de recordar que este é “um dos sectores mais expostos à globalização e, apesar da saída de muitas empresas multinacionais (em 2008 as empresas de capital estrangeiro contribuíram com 11% do total das exportações portuguesas, contra 39% em 2000), a indústria portuguesa de calçado conseguiu aumentar a sua capacidade de exportação”, recordou a OCDE.

A OCDE destaca que, entre 2002 e 2008, “o número de pedidos de registo de marcas e logótipos cresceu de 6 para 32 e o número de pedidos de registo de modelos aumentou de 8 para 229”. Portugal está a tornar-se relativamente forte no segmento de calçado feminino, sendo que esta nova abordagem reflecte a transição para segmentos de mercado de maior valor. Um dado que se reflecte também no crescimento significativo do preço médio do calçado exportado por Portugal.

Fonte: Negócios

Comentários

comentarios

2010-09-28T19:09:35+00:00 28/09/2010|Categorias: Portugal|2 Comments
error: Segurança, acima de tudo! ;)