O aumento mensal na produção no sector da construção em Portugal foi o mais intenso entre os países da União Europeia.

A produção no sector da construção, ajustada sazonalmente, registou uma queda no mês de Julho tanto na zona euro como na UE a 27. No entanto, Portugal contrasta com o cenário de quedas, alcançando o maior crescimento face ao mês de Junho.

A produção na construção no mês de Julho registou uma queda de 3,1% na zona euro em comparação com o mês anterior, e 2,5% no conjunto dos 27 Estados-membros da União Europeia, segundo um comunicado do Eurostat. O mês anterior foi marcado por aumentos na ordem dos 1,8% na zona euro e 2,6% na UE a 27.

Em termos homólogos, representam uma queda de 7,5% na zona euro e de 2,3% na UE a 27. As maiores quedas registaram-se na Roménia, que caiu 28,3%, Espanha, que desceu 10,3% e Eslovénia, que diminuiu 3,2%.

Portugal foi, no entanto, o país que registou o valor positivo mais elevado, em comparação com o mês anterior, ao alcançar um aumento de 5%, seguido do Reino Unido, que aumentou a sua produção em 4,4% e a Eslováquia, que aumentou 2%.

Em termos anuais, o Reino Unido foi o que registou o maior aumento (13,1%), seguido da Suécia (9,4%) e Alemanha (4,8%). Entre os que mais diminuíram, destaca-se a Espanha (-36.5%), Roménia (-24.9%) e Bulgária (-19.0%).

Fonte: Negócios

Comentários

comentarios

2010-09-17T10:30:39+00:0017/09/2010|Categorias: Estatística|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)