O sector da construção deverá voltar a viver um ano “muito difícil”, afirmou hoje a Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços (AECOPS), que prevê uma queda de 5% do volume de produção.

“Na verdade, com base nos diversos indicadores disponíveis, entre os quais as opiniões dos empresários do sector, que se mostram bastante pessimistas relativamente ao andamento das suas unidades produtivas, a AECOPS assegura que 2011 voltará a ser um ano muito difícil, perspectivando uma contracção do seu volume global de produção à volta dos 5%”, lê-se na análise regional da associação, hoje divulgada.

No documento, que apresenta um balanço da actividade da construção, a associação conclui que 2010 foi um “mau ano para a generalidade do sector” e aponta para uma queda acumulada da produção do sector de 35% desde 2002.

A AECOPS estima que a produção tenha caído 6,5% no ano passado, afirmando que esta queda “contribuirá para uma redução acumulada, desde 2002, de 35%”.

O número de fogos licenciados caiu 9,2% até Outubro, enquanto o número de habitações concluídas até Setembro diminuiu 13,5%.

A estes dados, refere a AECOPS, “soma-se a diminuição, para cerca de metade, do montante das obras públicas adjudicadas e também um abrandamento do ritmo dos trabalhos em curso e um agravamento dos atrasos nos pagamentos”.

Em 2010, o número de concursos adjudicados caiu 36% face ao ano anterior para um total de 1.556 concursos.

O valor dos concursos adjudicados, por sua vez, recuou 48,3% em 2010 para 2.086 milhões de euros.

Em termos regionais, o Algarve foi a região com “resultados mais desfavoráveis” em 2010, tendo-se verificado uma quebra de 5,9% no número de alvarás detidos por empresas, o que compara com a queda de 1,6% registada em termos globais no país.

Já a Zona Centro “revelou a evolução menos desfavorável relativamente aos indicadores analisados, com a redução mais pequena no número de alvarás (2%) e registando um decréscimo homólogo do número de desempregados oriundos da construção (1,7% em Novembro)”, conclui a AECOPS.

Fonte: Oje

Comentários

comentarios

2011-01-12T00:34:20+00:00 12/01/2011|Categorias: Estatística|0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)