Na cidade chinesa de Changsha, na província de Hunan, quem não paga os impostos tem direito a ver a sua cara num écrã gigante na estação de comboios local. A iniciativa é dirigida àqueles que não pagaram valores ordenados pelo tribunal e tem recebido o apoio dos habitantes locais.

As fotografias, acompanhadas pelo número do cartão de identificação e da quantia que é devida ao tribunal, têm sido mostradas em écrãs gigantes, montados à entrada da estação de Changsha. A maioria dos devedores deve um montante de cerca de 10 mil yuans (1.429 euros), mas a dívida mais alta é de 28 milhões de yans (4 milhões de euros). Apesar de alguns especialistas em assuntos legais terem contestado a medida por questões de privacidade, um advogado local, Den Long, disse à BBC que o tribunal tem o poder de divulgar as informações pessoais dos cidadãos se achar que estes não seguiram as ordens.

screenshot_10

Vários habitantes têm considerado a medida positiva, afirmando que, a longo prazo, encorajará as pessoas a pagar. “Isto mostrará às pessoas que o tribunal fala a sério”, disse um homem ao Xiaoxiang Morning Post, citado pela BBC. À agência de notícias chinesa, um turista elogiou a iniciativa do tribunal, considerando a exposição das fotografias como uma medida dura.

Fonte: Observador

Comentários

comentarios

2016-12-01T15:37:59+00:00 23/01/2015|Categorias: Internacional|Tags: , , |0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)