Alentejo já produz 76% de todo o azeite em Portugal.

A produção de azeite em Portugal atingiu, em 2015, o terceiro maior volume dos últimos 100 anos e a Casa do Azeite, associação que representa produtores e embaladores de azeite, já reviu em alta as previsões de produção para os próximo quatro anos, escreve hoje o jornal “Público”.

Confirmam-se, assim, as previsões do INE de uma produção recorde de azeite e Mariana Matos, secretária-geral da Casa do Azeite, indica que no ano passado foi possível produzir 106 mil toneladas, mais 75% em comparação com 2014. Para encontrar valores semelhantes é preciso recuar a 1953 e 1961, anos de elevada produção.

Mariana Matos adianta ao mesmo jornal que a previsão inicial era chegar às 100 mil toneladas em 2020 mas os bons resultados alcançados na última campanha agrícola levaram a associação a antecipar uma produção de 120 a 130 mil toneladas nos próximos quatro anos.

A responsável acrescenta que a região do Alentejo é, em termos percentuais, cada vez mais importante e 76% da produção de todo o país já vem deste território.

Quanto aos preços, mantêm-se em alta e não há “grande perspectiva” de alterações, revela a secretária-geral da Casa do Azeite.

Apesar do aumento da produção de azeite, Portugal mantém a quarta posição entre os maiores produtores europeus, depois de Espanha (que lidera), Itália e Grécia.

Fonte: Económico

Comentários

comentarios

2016-04-18T06:48:55+00:0018/04/2016|Categorias: Estatística|Tags: , , |0 comentários
error: Segurança, acima de tudo! ;)